Como fazer a capa do seu livro (mesmo sem manjar de design)

Photo by Veroniki Chelioti on Unsplash

Quem escreve sabe que não é fácil começar nessa carreira quando não se tem dinheiro para todas as etapas que seguem a escrita do livro. Revisão, leitura crítica, diagramação, design da capa, impressão, transporte… A gente gasta o pouco que tem e muitas vezes nem consegue recuperar. Por isso, é bom ter recursos que permitam um custo mínimo até que a obra atinja o público – como auto-revisão, pedir para amigos lerem, publicar online e fazer a sua própria capa.

O que muitos não percebem, porém, é a importância de todos os elementos que compõem a capa de um livro. Jogar uma imagem e o título ali não é o bastante – ela precisa entregar a mensagem do livro em frações de segundo. Quando o leitor bater o olho na capa (seja numa loja virtual ou física), ela será apenas uma entre muitas à sua escolha. Então, precisa chamar atenção de modo a captar o público certo.

Por isso, vou falar sobre as características mais importantes de uma capa e depois te ensinar a fazer uma mesmo sem conhecimentos de design ou ferramentas.

1) O gênero da sua história vai ditar o tom da criação

Antes de tudo, saiba que o gênero do livro irá impactar todos os elementos visuais da capa. É legal você dar uma pesquisada em livros da mesma categoria e notar quais padrões se repetem; sejam de cores, imagens ou fontes. Veja os exemplos abaixo:

c1
A foto sugere uma jornada de aventura, e os tons quentes removem parte do “terror” que esse tema poderia trazer, mas sem tirar o mistério.
c2
Aqui, a imagem é escura e em tons frios, o que já instiga mais suspense e terror. O título em caixa alta e numa fonte “riscada” dá o tom de desespero à pergunta.
c3
Um livro mais técnico permite informações mais simples, mas que precisam ser claras. A foto também apresenta o tema a ser abordado.
como planejar
Como esse é um livro técnico, não precisamos de fotos que ambientem o universo da histórias. Subtítulos que explicam melhor o que será ensinado também são bem-vindos.

2) Foto, ilustração ou fundo chapado?

Se você usar uma foto, tenha cuidado para que ela represente o “clima” do seu livro. Histórias sobre jornadas pessoais podem mostrar uma pessoa caminhando ou admirando o céu, romances com final feliz um casal se encontrando, mistérios apenas um detalhe ou pista do perigo que acontecerá, e assim por diante.

Ilustrações não servem apenas para livros infantis. Elas podem ser usadas como artimanhas de mistério, mostrando apenas um símbolo que instigue mas não revele muito (como no meu livro); podem mostrar o clima descontraído do conteúdo, como no exemplo acima, ou fazer com que a visão se concentre em um único elemento, já que fotos geralmente tem vários detalhes diferentes.

Há ainda as capas com apenas uma cor “lisa” de fundo e pouco ou nenhum elemento gráfico. Se o título é longo, por exemplo, ele pode ocupar a capa toda, já que é a estrela dos elementos da capa (ex: Tartarugas até lá embaixo, de John Green). Se você sente que seu título é instigante e informativo o bastante por si só, essa pode ser uma boa opção também.

3) A distribuição de informações

Existem apenas duas informações que absolutamente precisam estar na sua capa: o título do livro e o nome do autor. Opções adicionais são subtítulos, “slogan”, titulação de prêmios e por aí vai. A regra é simples: peso 1 para o nome do autor, peso 2 para as informações adicionais e peso 3 para o título (“peso” aqui sendo o tamanho da fonte; qualquer tamanho que for usar, cuide com essa distribuição).

A posição do título dependerá muito dos outros elementos que estão no layout, e o mais importante é que, no final, tudo esteja em harmonia. Dê o devido destaque ao título, pois ele é o nome daquele produto. Antes de adicionar mais informações, pense se elas realmente são necessárias, já que a capa deve conter o mínimo de elementos possível.

4) Quais cores usar

Simplificando, quanto mais “sério” o conteúdo, menor o número de cores em geral e/ou de cores quentes. Esse é ainda outro ponto a ser influenciado pelo tema, mas você pode dar uma brincada e ver qual combinação sintoniza melhor. Outra opção legal é você pesquisar os significados das cores, que tem grande importância cognitiva, ou ainda usar tons diretamente relacionados à história (é o caso em Doce Sacrifício!)

PASSO A PASSO PARA MONTAR A SUA CAPA

Para a criação, vamos usar a plataforma online e gratuita Canva (que aliás, me salva a vida em muitas situações ❤). Então, já vá lá e crie sua conta (dá pra fazer login pelo Facebook 🙌)

1) Selecione o modelo de livro

Na área “create a design” da página inicial do Canva, clique em “More” e role até a seção “Blogging & eBooks” para clicar em “Book cover”.

Crie capas de livro mesmo sem conhecimento em design

2) Escolha um dos layouts pré-prontos

É aqui que a mágica do Canva acontece! Por causa da divisão de layouts por temas, eles já tem vários designs prontos para capas de livro (que já seguem muitas das práticas abordadas acima). Na aba “LAYOUTS” da página de edição que você abriu, você pode ver as opções. Tome cuidado para usar apenas as marcadas com a etiqueta “FREE” no canto. Aí, é só clicar na imagem e ela irá para a tela para que você possa editar.

Crie a capa do seu livro gratis

3) Edite os textos

Clique sobre um texto para editá-lo. Clicando uma vez você pode movê-lo, e com um clique duplo pode digitar o que quiser e mudar tamanho, fonte e cor.

4) Edite as imagens/ilustrações

A aba “ELEMENTS” tem fotos e ilustrações gratuitas que você pode incluir na peça, além da opção de inserir suas próprias imagens arrastando-as do seu computador para a aba “UPLOADS”. Se você quer substituir uma foto no layout, ou seja, colocar outra imagem exatamente no lugar que uma atual está, é só arrastar ela lentamente para o canto da tela de criação, como no exemplo abaixo. Você pode também clicar numa foto para adicionar filtros, redimensionar ou cortar ela.

5) Salve

O botão “download”, no canto superior direito, dá várias opções de formato no qual salvar o arquivo no seu PC. Além disso, esse design ficará salvo em sua conta no Canva, caso queria voltar mais tarde para mexer nele.

Ficou alguma dúvida? Deixe nos comentários!

_____________

Criar seu próprio design pode ser uma experiência legal – ou uma experiência muito frustrante. E isso está ok também! Se você prefere entregar essa missão para um profissional, a Ana te salva ❤

Anúncios

2 pensamentos

  1. “Quem escreve sabe que não é fácil começar nessa carreira quando não se tem dinheiro para todas as etapas que seguem a escrita do livro. ” Nem me fale!!! Fiz autopublicação e eu mesma revisei meu livro (ainda bem que já trabalhei como revisora, então foi só um pouco mais difícil revisar o próprio texto!), mas a capa está o improviso do improviso! Obrigada pelas dicas! Aliás, gostei bastante da capa do seu livro 🙂 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s