Encontrando o lugar perfeito para criar

Se você é como eu e vive encontrando desculpas pra não escrever, a falta de um ambiente apropriado provavelmente já foi uma delas. Muito barulho, muitas distrações, iluminação ruim, e por aí vai. E a verdade é que, sim, escrever num lugar desfavorável prejudica bastante (ou impede) a fluidez das ideias.

O CLICHÊ QUE NÃO FUNCIONA (MAS TALVEZ FUNCIONE)

Naturalmente, lá quando comecei a querer criar rituais de escrita, fui praquele momento clichê: uma xícara de chá quentinho, uma cadeira beeem confortável, uma mantinha nas pernas e toda aquela cena poética… E aí eu fiz de tudo menos escrever. Esse é definitivamente um modelo que não me serve, e mais tarde eu descobri por que.

CONFORTO PODE SER RUIM

Isso é uma coisa que muita gente não percebe: quando falamos em escrever, infelizmente, existe o conceito de confortável demais. E eu só fui aprender isso no meu primeiro emprego. O meu horário de entrada não coincidia com o horário de início da maior parte das minhas atividades, ou seja, eu tinha uma hora livre praticamente todo dia. Não tinha wifi pra bater papo no whats (sei nem se eu tinha whats), o 3G não aguentaria o tranco e o computador era tão velho que eu passaria mais estresse do que tempo produzindo. Um dia, sentada numa cadeira okzinha e em frente à mesa cinza sem graça, peguei o caderno e comecei a escrever, só porque não tinha mais nada mesmo pra fazer. Resultado: o livro que estava na metade depois de 2 anos foi completado em 4 meses.

Quando tentamos fazer algo que ainda não é natural para nós, nossa mente sempre vai tentar nos puxar para o familiar e confortável. Até que escrever seja assim pra você, será preciso dar uma boa forçada.

DESCUBRA DE QUAIS RECURSOS VOCÊ PRECISA

Nas épocas em que eu escrevo mais frequentemente, ligar o notebook inicia um ritual sempre igual onde eu abro 4 abas no navegador: o documento com a história, o documento com as anotações/planejamento, o site de sinônimos e um tradutor. Talvez você prefira escrever à mão, mas ter o computador como apoio, vai usar algum livro para buscar informações ou quer aos post-its na sua parede. É importante ter à mão tudo o que você precisar para que você não precise interromper seu fluxo para ir atrás de alguma coisa e acabar se perdendo.

TESTES E MAIS TESTES

O mais importante, é claro, é testar diferentes ambientes e situações. Uma coisa que eu passei bastante tempo tentando fazer mas nunca levantava a bunda da cadeira pra realmente realizar era ir para um parque para escrever perto da natureza. Aí teve um feriado onde eu finalmente fiz isso, peguei o notebook e levei até uma praça perto de casa, tirei os sapatos e escrevi por uma hora. Durante o NaNoWriMo, quando eu me comprometi a escrever todas as manhãs, eu levantava, lavava o rosto, pegava um café e sentava na mesa de jantar – o sofá e cama já seriam arriscados demais, pelo menos nos primeiros dias.

Fluir a escrita funciona de forma diferente pra cada um. Pra mim, significa eliminar toda e qualquer distração, porque além do meu limiar de atenção ser baixo, sinto que escrever ainda não é uma rotina estabelecida pra mim, e por isso eu estou inconscientemente sempre procurando algo mais “fácil” para fazer. Então, tente escrever num ambiente quieto, barulhento, com ou sem pessoas, em pé ou sentada, de manhã ou à noite. Mostre à musa da inspiração que você está se esforçando 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s